AVISO

INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Conteúdo:  50 mg de olaparibe em embalagem de 4 frascos com 112 cápsulas cada, totalizando 448 cápsulas duras Uso oral Uso adulto Fabricante: AstraZen

R$32,803.92 R$27,555.29 12x de R$ 2,296.28 sem juros
FRETE GRÁTIS
-16%
-
+

Deixe seu contato conosco, ligaremos para você com as informações necessárias para efetuar a compra deste produto.

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

DESCRIÇÃO

  • Conteúdo:  50 mg de olaparibe em embalagem de 4 frascos com 112 cápsulas cada, totalizando 448 cápsulas duras

  • Uso oral

  • Uso adulto

  • Fabricante: AstraZeneca

 

Composição

Cada cápsula contém 50 mg de olaparibe

 

Excipientes:

 

  • Lauroil polioxil glicerídeo
  • Hipromelose
  • Dióxido de titânio
  • Goma gelana
  • Acetato de potássio
  • Goma laca
  • Óxido de ferro preto
  • Álcool etílico
  • Álcool isopropílico
  • Álcool butílico
  • Propilenoglicol
  • Hidróxido de amônio 28%.

 

 

Para o que é indicado

LYNPARZA é indicado como monoterapia para o tratamento de manutenção (usado no intervalo entre dois tratamentos) de pacientes adultas com carcinoma de ovário seroso de alto grau (grau 2 ou maior) recidivado (recorrente), incluindo trompa de Falópio ou peritoneal primário, sensível à platina (que tenha respondido ao tratamento anterior com quimioterapia baseada em platina), com mutação (identificada através de teste específico) no gene de susceptibilidade ao câncer de mama (BRCA 1 e/ou 2; germinativa ou somática; patogênica e/ou provavelmente patogênica) e que respondem (resposta parcial ou completa) à quimioterapia baseada em platina.

 

Como funciona

LYNPARZA contém o princípio ativo olaparibe que é uma substância da classe chamada de inibidores da PARP (poli [adenosina difosfato-ribose] polimerase). Inibidores da PARP podem destruir as células cancerosas quando as duas cópias dos genes BRCA estão deficientes (mutados). BRCA significa gene para suscetibilidade ao câncer de mama.

 

Contraindicações

Você não deve utilizar LYNPARZA se apresentar alergia ao olaparibe ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

 

Como usar

O tratamento com LYNPARZA deve ser iniciado sob o acompanhamento de um médico experiente no uso de medicamentos anticâncer.

 

Antes de iniciar o tratamento você deve ter a confirmação da presença de mutação (germinativa ou somática) no gene de susceptibilidade ao câncer de mama (BRCA). A presença de mutação BRCA deve ser determinada por um laboratório experiente utilizando um teste validado.

 

 

  • Modo de usar

 

 

VIA ORAL

 

LYNPARZA deve ser administrado com o estômago vazio (pelo menos 1 hora depois de uma refeição). Após a administração de LYNPARZA, evitar alimentação por 2 horas.

 

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

 

 

  • Posologia

 

Adultos

 

A dose recomendada de LYNPARZA é 400 mg (8 cápsulas de 50 mg) administrada duas vezes ao dia, equivalente a uma dose diária total de 800 mg (total de 16 cápsulas por dia).

 

LYNPARZA também está disponível em comprimidos de 100 mg e 150 mg. As doses de cápsulas e comprimidos de Lynparza não são as mesmas. Tomar a dose errada ou um comprimido em vez de uma cápsula pode levar Lynparza a não funcionar corretamente.

 

Dose esquecida


Se você se esquecer de tomar uma dose de LYNPARZA, tomar a dose seguinte normalmente, no horário programado. Não dobrar a dose (duas doses ao mesmo tempo) para compensar uma dose esquecida.

 

  • Ajuste de dose


Relacionado à Reações Adversas

 

O tratamento pode ser interrompido para tratar reações adversas e uma redução da dose pode ser considerada.

A redução de dose recomendada é de 200 mg duas vezes ao dia (equivalente a um total diário de 400 mg).

Se uma redução adicional de dose for necessária, então uma redução para 100 mg duas vezes ao dia (equivalente a um total diário de 200 mg) é recomendada.

 

Uso com outros medicamentos

 

Se for necessário coadministrar um inibidor forte da CYP3A, tais como itraconazol, telitromicina, claritromicina, ritonavir ou cobicistat, indinavir, saquinavir, nelfinavir, boceprevir, e telaprevir, a redução da dose recomendada de LYNPARZA é de 150 mg duas vezes por dia (equivalente a uma dose diária total de 300 mg). Se for necessário coadministrar um inibidor moderado da CYP3A, tais como ciprofloxacina, eritromicina, diltiazem, fluconazol, e verapamil, a redução da dose recomendada de LYNPARZA é de 200 mg duas vezes por dia (equivalente a uma dose diária total de 400 mg).

 

 

  • Populações especiais

 

 

Crianças ou adolescentes: LYNPARZA não é indicado para uso em pacientes pediátricas, pois a segurança e eficácia de LYNPARZA em crianças e adolescentes não foram estabelecidas.

 

Idosos (>65 anos): não é requerido ajuste da dose inicial para pacientes idosas. Os dados clínicos em pacientes com 75 anos ou mais são limitados.

 

Insuficiência Renal: para pacientes com insuficiência renal moderada (depuração da creatinina 31 - 50 mL/min), a dose recomendada de LYNPARZA é de 300 mg duas vezes ao dia (equivalente a uma dose diária total de 600 mg). LYNPARZA não é recomendado para uso em pacientes com insuficiência renal grave ou doença renal terminal (depuração da creatinina ≤ 30 mL/min), pois a segurança e a farmacocinética não foram estudadas nestas pacientes. LYNPARZA pode ser administrado em pacientes com insuficiência renal leve (depuração da creatinina 51 - 80 mL/min) sem ajuste de dose.

 

Insuficiência Hepática: LYNPARZA pode ser administrado em pacientes com insuficiência hepática leve ou moderada sem ajuste de dose. LYNPARZA não é recomendado para uso em pacientes com insuficiência hepática severa, pois a segurança e a farmacocinética não foram estudadas nessas pacientes.

 

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. 

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.