AVISO

INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Produto sem informação

R$55.46 R$48.80 2x de R$ 24.40 sem juros
-12%
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

BULA

Retemic®


Cloridrato de oxibutinina


Uso oral


Uso adulto e pediátrico



Formas farmacêuticas e apresentações - Comprimidos de 5 mg: Caixas contendo 30 e 60 comprimidos. Xarope 1 mg/ml: Frascos contendo 120 ml.


Indicações do medicamento - RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) é um antiespasmódico urinário, indicado para o alívio dos sintomas urológicos relacionados com a micção, tais como: incontinência urinária, urgência miccional, noctúria e incontinência em pacientes com bexiga neurogênica espástica não-inibida e bexiga neurogênica reflexa. Coadjuvante no tratamento da cistite de qualquer natureza e na prostatite crônica. Nos distúrbios psicossomáticos da micção. Em crianças de 5 anos de idade ou mais, para a redução dos episódios de enurese noturna.


Contra-indicações - Em pacientes que apresentam hipersensibilidade ao cloridrato de oxibutinina. O produto é contra-indicado para pacientes com glaucoma, bem como em casos de obstrução parcial ou total do trato gastrointestinal, íleo paralítico, atonia intestinal dos idosos, ou em pacientes debilitados, megacólon, megacólon tóxico com complicação de colite ulcerativa, colite severa e miastenia grave. Também é contra-indicado em pacientes com estado cardiovascular instável em hemorragia aguda e nos que apresentam uropatia obstrutiva. O produto é contra-indicado durante a gravidez e em crianças com menos de cinco anos de idade.


Precauções e advertências - RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) deve ser administrado com cuidado nas seguintes situações: Elevada temperatura ambiental ou exercícios físicos. A diarréia pode ser um sintoma inicial de obstrução intestinal incompleta, especialmente em pacientes com ileostomia ou colostomia. Nestes casos, o tratamento com RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) pode ser inapropriado e até perigoso. A condução de veículos e o trabalho ou operação com máquinas perigosas podem expor o paciente a riscos, pois a oxibutinina pode provocar sonolência e visão turva. A administração de sedativos ou de bebidas alcoólicas pode aumentar a sonolência causada pelo produto. Uso de RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) nos idosos e em todos os pacientes com neuropatias relacionadas com o sistema nervoso autônomo, ou com afecções hepáticas ou renais. A administração de RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) a pacientes com colite ulcerativa pode suprimir a motilidade intestinal até o ponto de produzir um íleo paralítico, precipitando ou agravando um megacólon tóxico, uma séria complicação da doença. A oxibutinina pode agravar os sintomas do hipertireoidismo, distúrbios cardíacos de origem coronária, insuficiência cardíaca congestiva, arritmia cardíaca, taquicardia, hipertensão e hipertrofia da próstata. É necessário administrar o produto com cuidado em pacientes com hérnia de hiato associada à esofagite de refluxo, pois este distúrbio pode ser agravado pelos fármacos anticolinérgicos. Gravidez: O produto não deve ser administrado em mulheres grávidas, a menos que o médico julgue que o benefício clínico provável justifique os possíveis riscos. Lactação: Não foi determinado se a droga é excretada no leite materno. Como muitas drogas são excretadas através do leite materno, cuidados especiais devem ser tomados se for indicado o produto em mulheres que estejam amamentando. Pediatria: RETEMIC (cloridrato de oxibutinina) não deve ser administrado a crianças com idade abaixo de cinco anos.


Interações medicamentosas - O uso simultâneo com medicamentos antimuscarínicos potencializa este efeito, bem como o efeito sedativo é aumentado quando do uso com depressores do SNC.


Reações adversas - Após a administração do cloridrato de oxibutinina, podem ocorrer os sintomas comuns ao uso de outros agentes anticolinérgicos: secura da boca, diminuição da transpiração, retenção urinária, visão turva, taquicardia, palpitações, midríase, cicloplegia, aumento da pressão ocular, sonolência, debilidade, vertigens, insônia, vômitos, constipação, impotência, supressão da lactação, reações alérgicas (incluindo urticária).


Posologia - Comprimidos: Adultos: A dose usual é de um comprimido de 5 mg, duas a três vezes ao dia. A dose máxima é de um comprimido de 5 mg, quatro vezes ao dia. Crianças acima de 5 anos de idade: A dose usual é de um comprimido de 5 mg, duas vezes ao dia. A dose máxima é de um comprimido de 5 mg, três vezes ao dia. Xarope: Adultos: Uma colher-medida (5 mg/5 ml) de xarope, duas a três vezes ao dia. A dose máxima é uma colher-medida, quatro vezes ao dia. Crianças acima de 5 anos de idade: Uma colher-medida (5 mg/5 ml) de xarope, duas vezes ao dia. A dose máxima é de uma colher-medida de xarope, três vezes ao dia.


Venda Sob Prescrição Médica.


Registro no M.S. 1.0118.0108.


APSEN Farmacêutica S/A.

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.