AVISO

Glimepil 6mg 30 Comprimidos

(Código: 844000)
INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Produto sem informação

R$143.69 R$114.95 5x de R$ 22.99 sem juros
-20%
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

BULA

GLIMEPIL (Farmoquímica).


Glimepirida


Composição

Cada comprimido contém 1, 2, 4 e 6 mg de glimepirida. Excipiente (lactose, celulose microcristalina, óxido de ferro amarelo, estearato de magnésio e corante azul) q.s.p. 1 comprimido.


Indicações

Tratamento oral do diabetes mellitus não-insulino-dependente (tipo II ou diabetes do adulto), quando os níveis de glicose não podem ser adequadamente controlados por meio de dieta alimentar, exercícios físicos e redução de peso.


Contra-indicações

A glimepirida é contra-indicada nas seguintes situações: diabetes insulino-dependente (diabetes juvenil), descompensação acidótica grave, pacientes em pré-coma ou coma diabético e coma hipoglicêmico. Diabetes com insuficiência hepática ou renal grave. Pacientes com história de hipersensibilidade à glimepirida e a outras sulfoniluréias, derivados sulfonamídicos e a qualquer dos componentes da fórmula. Gravidez e lactação.


Precauções

Pesquisas recentes sugerem que os níveis de alteração de açúcar no sangue durante a gravidez estão associados com uma maior incidência de irregularidades congênitas; portanto, não é indicado o uso da glimepirida durante a gravidez, sendo que inúmeros especialistas recomendam o uso da insulina durante a gravidez para manter os níveis glicêmicos tão próximos do normal quanto possível. A lactação deve ser suspensa durante o período de tratamento com a glimepirida. Dieta adequada, exercícios físicos suficientes e regulares e, se necessário, redução do peso corporal, são tão importantes quanto o uso regular da glimepirida. Pode ocorrer uma diminuição do estado de alerta do paciente, conseqüente à hipo ou hiperglicemia, especialmente no início ou após alterações no tratamento ou quando a glimepirida não for administrada regularmente, afetando, por exemplo, a habilidade de conduzir veículos e/ou operar máquinas.


Reações adversas

Hipoglicemia. Das reações gastrintestinais foram ocasionalmente relatadas: náuseas, vômitos, sensação de plenitude gástrica, dores abdominais e diarréia. Em casos isolados foram observados aumentos das enzimas hepáticas e alterações na função hepática (colestase, icterícia e hepatite). Reações hematológicas: Em casos isolados foram observados leucopenia, anemia hemolítica e eritrocitopenia, agranulocitose e pancitopenia (por supressão medular), raramente trombocitopenia. Reações dermatológicas: Ocasionalmente foi observado prurido, urticária e erupções maculopapulares. Tais reações são leves, mas podem tornar-se severas acompanhadas por dispnéia e hipotensão arterial, às vezes evoluindo até o choque. Em casos de urticária o médico deve ser imediatamente informado. Em casos isolados podem ocorrer diminuição do sódio sérico, vasculite alérgica e hipersensibilidade cutânea à luz. Visto que alguns efeitos adversos, tais como hipoglicemia severa, certas alterações na crase sangüínea, reações alérgicas ou pseudo-alérgicas graves ou insuficiência hepática podem, sob certas circunstâncias tornarem-se risco de vida, é essencial que um médico seja informado caso ocorram.


Posologia

A dose inicial é de 1 mg de glimepirida diariamente. Se necessário esta dose pode ser aumentada. Recomenda-se que tal aumento se faça de acordo com o controle do nível de glicose no sangue e de forma gradual, em intervalos de 1 a 2 semanas, de acordo com as seguintes etapas: 1 mg, 2 mg, 3 mg, 4 mg e 6 mg. A dose inicial usual para pacientes com diabetes bem controlada é de 1 a 4 mg de glimepirida ao dia. Doses diárias superiores a 6 mg (até 8 mg) somente são eficazes para uma minoria de pacientes; portanto, doses superiores não devem ser utilizadas. A distribuição das doses é determinada pelo médico, levando-se em consideração o quadro clínico do paciente. Normalmente, uma única dose diária de glimepirida é suficiente. Recomenda-se administrar imediatamente antes da primeira refeição substancial ou da primeira refeição principal. É muito importante alimentar-se bem após a administração da medicação.


Apresentações

Embalagens contendo 30 comprimidos sulcados de 1, 2, 4 e 6 mg.

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.