AVISO

INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Etira 1000mg 30 comprimidos revestidos C1   Para que serve Etira? Etira é serve como monoterapia para o tratamento de crises parciais, com ou sem gene

Venda exclusiva nas lojas físicas
-
+

Por determinação da resolução RDC 44/2009 da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), este medicamento é sujeito a controle especial e não pode ser comercializado via internet. Para comprar este medicamento, dirija-se a um de nossos pontos de venda.


OU COMPRE PELO APP

DESCRIÇÃO

Etira 1000mg 30 comprimidos revestidos C1

 

Para que serve Etira?

Etira é serve como monoterapia para o tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes a partir dos 16 anos com diagnóstico recente de epilepsia.

 

Este medicamento é indicado como terapia adjuvante no tratamento de

  • Crises parciais com ou sem generalização secundária em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 6 anos, com epilepsia;
  • Crises mioclônicas em adultos, adolescentes e crianças com idade superior a 12 anos, com epilepsia mioclônica juvenil;
  • Crises tônico-clônicas primárias generalizadas em adultos, adolescentes e crianças com mais de 6 anos de idade, com epilepsia idiopática generalizada.

 

Como tomar Etira?

Os comprimidos revestidos devem ser tomados por via oral, engolidos com líquido. Levetiracetam (substância ativa) pode ser ingerido com ou sem comida. A dose diária é administrada em duas doses igualmente divididas (a cada 12 horas), aproximadamente no mesmo horário de cada dia.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado. 

Posologia 

Doses para Monoterapia no tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes a partir dos 16 anos com diagnóstico recente de epilepsia.

A dose inicial recomendada é de 250 mg duas vezes ao dia, a qual poderá ser aumentada para uma dose terapêutica inicial de 500 mg duas vezes ao dia, após duas semanas. A dose pode ainda ser aumentada em incrementos de 250 mg duas vezes ao dia, a cada duas semanas, dependendo da resposta clínica. A dose máxima é de 1500 mg duas vezes ao dia. 

Não foram conduzidos estudos clínicos para Monoterapia no tratamento de crises parciais, com ou sem generalização secundária em pacientes com menos de 16 anos e diagnóstico recente de epilepsia.

 

Quais os perigos do Omeprazol?

Hipersensibilidade ao princípio ativo ou a outros derivados da pirrolidona ou a qualquer um dos excipientes.


Descontinuação 

De acordo com a prática clínica atual, se Levetiracetam (substância ativa) tiver que ser descontinuado, recomenda-se que a sua descontinuação seja efetuada de forma gradual exemplo: nos adultos e adolescentes com peso superior a 50 kg: reduções de 500 mg duas vezes ao dia, a cada duas a quatro semanas; nas crianças com mais de 6 meses de idade e adolescentes com menos de 50 kg de peso, a diminuição da dose não deve exceder 10 mg/kg duas vezes ao dia, a cada duas semanas. 

 

 

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.