AVISO

Alcytam 20mg 28 Comprimidos C1

(Código: 845730)
INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Produto sem informação

Alcytam 20mg 28 Comprimidos C1
RETENÇÃO DE RECEITA

A conclusão de compra desse item está sujeita à apresentação, avaliação e retenção da receita original pelo farmacêutico ou o anexo um token de receita virtual na cesta de compras . Ao adicionar esse item na cesta o seu pedido só poderá ser retirado em loja.

R$110.28 R$92.64
-16%
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

BULA

Alcytam


Citalopram


Uso adulto



Indicações - Tratamento e prevenção de recaída ou recorrência da depressão, transtornos do pânico com ou sem agorafobia e em transtorno obsessivo-compulsivo.


Contra-indicações - Pacientes que apresentam hipersensibilidade a qualquer um de seus componentes. O tratamento concomitante com IMAOs, incluindo selegilina em doses acima de 10 mg por dia.


Precauções e advertências - Não deve ser administrado junto com IMAOs, com exceção de selegilina em doses de até 10 mg por dia. Alguns pacientes com transtorno do pânico podem apresentar sintomas de ansiedade intensificados no início do tratamento com antidepressivos (aguardar 14 dias depois da suspensão de IMAOs não-seletivos e no mínimo 1 dia depois da suspensão de moclobemida). Hiponatremia tem sido relatada raramente com ISRSs, especialmente em idosos. A cessação abrupta pode produzir sintomas de descontinuação, como tontura, parestesia, tremor, ansiedade, náuseas e palpitação. Esses sintomas não são indicativos de vício. Em pacientes maníaco-depressivos, pode ocorrer uma mudança na fase maníaca. Caso o paciente entre na fase maníaca, o uso de ALCYTAM deverá ser interrompido. Conforme descrito para outros psicotrópicos, pode modificar as respostas de insulina e glicose. Raramente, 'sindrome serotoninérgica' tem sido relatada. Gravidez e lactação: A experiência clínica de uso em mulheres grávidas é limitada. Existem informações sobre a excreção de citalopram no leite materno. Os pacientes devem ser advertidos quanto a sua capacidade de dirigir carros e operar máquinas. Crianças: Não se recomenda o uso de citalopram em crianças, uma vez que a segurança desse fármaco não está estabelecida para crianças.


Interações medicamentosas - É improvável que o citalopram em doses terapêuticas iniba a metabolização de drogas mediada pelo citocromo P-450. Associações contra-indicadas: IMAOs, selegilina em doses acima de 10 mg diários. Recomenda-se que se tenha cuidado no limite superior do intervalo de variação da dose de citalopram, quando este for utilizado concomitantemente com altas doses de cimetidina. Não foram encontradas interação farmacodinâmica nem farmacocinética, quando o citalopram foi administrado simultaneamente com álcool.


Reações adversas - Em geral são leves e transitórias, mais freqüentes durante a 1ª ou 2ª semana. Os efeitos mais comumente observados foram: náuseas, boca seca, diarréia, distúrbio ejaculatório, sudorese aumentada, cefaléia, tremor, sonolência, insônia, boca seca, náuseas, constipação e astenia.


Posologia - Depressão em adultos, TOC: 20 mg/dia, podendo ser aumentada para até 60 mg/dia. Transtorno do pânico: 10 mg na primeira semana, podendo ser aumentada até 60 mg/dia, dependendo da resposta individual do paciente. Depressão em idosos: Dose máxima de 40 mg/dia. Transtorno do pânico em idosos: Iniciar com 10 mg/dia; dose máxima de 40 mg/dia.


Superdosagem - A experiência proveniente dos casos considerados como sendo provocados pelo citalopram em monoterapia mostrou o seguinte padrão: em doses abaixo de 600 mg, sintomas leves de náuseas, tontura, taquicardia, tremor e sonolência foram evidentes; com doses acima de 600 mg podem ocorrer convulsões nas primeiras horas após a ingestão. As convulsões podem aparecer repentinamente, apesar de uma diminuição apenas discreta do nível de consciência, alterações do ECG, principalmente na forma dos complexos QRS alargados, podem ocorrer algumas horas depois. Não foram relatadas arritmias graves ou hipotensão clinicamente significativa.


Apresentações - Embalagens com 14 e 28 comprimidos de 20 mg.


Venda Sob Prescrição Médica.


Só pode ser vendido com retenção da receita.


Produto de controle especial C1.


Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.


Registro no M.S. 1.0525.0016.


TORRENT do Brasil Ltda.

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.