Passe o mouse sobre a imagem para ampliar.

Compartilhe

Medicamento Genérico

Cefaclor 250mg/5ml 80ml Medley Genérico L

Saiba mais sobre este produto

Cefaclor


Cefaclor



Composições - Cada 5 ml da suspensão oral contém: Cefaclor (na forma de cefaclor monoidratado [262 mg]) 250 mg ou Cefaclor (na forma de cefaclor monoidratado [393 mg]) 375 mg; Veículo (aroma de framboesa, butilparabeno, cloreto de sódio, corante laca vermelho 40, crospovidona, dióxido de silício coloidal, estearato de alumínio, lecitina, óleo de rícino hidrogenado etoxilado, sacarose, vanilina, triglicerídeo de ácido cáprico e caprílico) q.s.p. 5 ml.


Indicações - CEFACLOR é indicado para o tratamento das seguintes infecções causadas por cepas de microrganismos sensíveis a este antibiótico: Otite média, causada por S. pneumoniae, H. influenzae, estafilococos, S. pyogenes (beta-hemolíticos do grupo A) e M. catarrhalis. Infecções do trato respiratório inferior, incluindo pneumonia, causadas por S. pneumoniae, H. influenzae, S. pyogenes (beta-hemolíticos do grupo A) e M. catarrhalis. Infecções do trato respiratório superior, incluindo faringite e amigdalite, causadas por S. pyogenes (beta-hemolíticos do grupo A) e M. catarrhalis. Nota: CEFACLOR é geralmente eficaz na erradicação de estreptococos da nasofaringe; contudo, dados substanciais estabelecendo a eficácia de CEFACLOR na prevenção subseqüente tanto da febre reumática quanto da endocardite bacteriana não estão disponíveis até o momento. Infecções do trato urinário, incluindo pielonefrite e cistite, causadas por E. coli, P. mirabilis, Klebsiella sp. e estafilococos coagulase-negativo. Nota: CEFACLOR é eficaz em infecções agudas e crônicas do tratamento urinário. Infecções da pele e anexos, causadas por S. aureus e S. pyogenes (beta-hemolíticos do grupo A). Sinusites. Uretrites gonocócicas: para determinar a sensibilidade do patógeno a CEFACLOR, devem ser feitos testes de sensibilidade e culturas.


Contra-indicações - CEFACLOR é contra-indicado a pacientes com hipersensibilidade às cefalosporinas.


Reações adversas - Os efeitos adversos considerados relacionados com o tratamento com CEFACLOR são os seguintes: Organismo como um todo: Anafilaxia. Reações anafilactóides podem ser manifestadas por sintomas isolados incluindo angioedema, astenia, edema (incluindo face e membros), dispnéia, parestesia, síncope ou vasodilatação. A anafilaxia pode ser mais comum em pacientes com uma história de alergia à penicilina. Raramente, os sintomas de hipersensibilidade podem persistir por vários meses. Sintomas gastrintestinais: Ocorrem em cerca de 2,5% dos pacientes e inclui diarréia. Os sintomas de colite pseudomembranosa podem aparecer durante ou após o tratamento com antibióticos. Náuseas e vômitos foram raramente relatados. Da mesma forma como algumas penicilinas e algumas outras cefalosporinas, têm sido relatados raros casos de hepatite e icterícia colestática transitórias. Hematopoéticas: Como tem sido relatado com outros antibióticos betalactâmicos, têm ocorrido, raramente, anemia hemolítica, agranulocitose, trombocitopenia, eosinofilia e neutropenia reversível de possível significância clínica. Têm havido raros relatos de aumento de tempo de protrombina com ou sem sangramento clínico em pacientes que estão recebendo concomitantemente CEFACLOR e cumarínicos. Renais: Pequenas elevações no nitrogênio ureico (BUN) ou creatinina sérica (menos que 1:500) ou urinálises anormais (menos que 1:200) e nefrite intersticial. Pele e anexos: Eritema multiforme, reações semelhantes à doença do soro, erupção cutânea e reações de hipersensibilidade foram relatados em cerca de 1,5% dos pacientes e inclui erupções morbiliformes (1:100). Ocorreu, em menos de 1:200 pacientes, prurido e urticária. Foram raramente relatadas reações mais graves de hipersensibilidade, incluindo síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica. Sistema nervoso central: Raramente têm sido relatados hiperatividade reversível, agitação, nervosismo, insônia, confusão, hipertonia, tontura, alucinações e sonolência. Foram relatadas anormalidades transitórias nos testes clínicos de laboratório; embora sejam de etiologia incerta, estão relacionadas aqui apenas para servirem como alerta ou informação para o médico. Hepáticas: Elevações leves das transaminases glutâmico-oxalacética (TGO) e glutâmico-pirúvica (TGP) ou da fosfatase alcalina. Outras: Angioedema, artralgia, artrite, febre, monilíase. Casos de reações semelhantes à doença do soro ocorrem raramente e usualmente consistem de erupções cutâneas tipicamente urticária ou eritema multiforme e uma disfunção articular, como artrite ou artralgia. Diferem da doença do soro clássica por estarem infreqüentemente associadas a linfoadenopatia e envolvimento renal. Não foi identificado nenhum padrão de associação com medicação concomitante ou tomada previamente. Os sintomas usualmente começam cerca de 7 dias após o início do tratamento e duram de uma a duas semanas. Ocasionalmente, pode ser necessária hospitalização para terapia de suporte. Pode se esperar completa recuperação.


Posologia - Adultos: A posologia recomendada é de 250 mg, a cada 8 horas. Em infecções mais graves (tal como pneumonia) ou aquelas causadas por microrganismos menos sensíveis, as doses podem ser dobradas, ou seja, 500 mg, a cada 8 horas. A dose diária total não deve exceder 4 g/dia, por 28 dias. Para sinusite recomenda-se uma posologia de 500 mg, administrada 3 vezes ao dia, por 10 dias. Para o tratamento de uretrite gonocócica aguda, em homens e mulheres, é administrada uma dose única de 3 g combinada com 1 g de probenecida. Crianças: A posologia diária recomendada é de 20 mg/kg/dia, em doses divididas, a cada 8 horas. Em infecções mais graves, otite média, sinusite e infecções causadas por microrganismos menos sensíveis, recomenda-se 40 mg/kg/dia, em doses divididas, até o máximo de 1 g/dia.


Apresentação 250 mg/5 ml


CEFACLOR Suspensão oral 20 mg/kg/dia


Peso da criança

18,75 kg 2,5 ml, 3 vezes ao dia


CEFACLOR Suspensão oral 40 mg/kg/dia


Peso da criança

9,40 kg 2,5 ml, 3 vezes ao dia

18,75 kg 5 ml, 3 vezes ao dia



Tratamento opcional 2 vezes ao dia: Para o tratamento de otite média e faringite, a dose total diária pode ser dividida e administrada a cada 12 horas. Para facilitar essa posologia, recomenda-se a concentração de 375 mg/5 ml.

Apresentação 375 mg/5 ml


CEFACLOR Suspensão oral 20 mg/kg/dia (faringite)


Peso da criança

18,75 kg 2,5 ml, 2 vezes ao dia


CEFACLOR Suspensão oral 40 mg/kg/dia (otite média)


Peso da criança

9,40 kg 2,5 ml, 2 vezes ao dia

18,75 kg 5 ml, 2 vezes ao dia


Não foram estabelecidas a eficácia e a segurança de CEFACLOR em crianças com menos de 1 mês de idade. CEFACLOR pode ser administrado na presença de insuficiência renal. Nessa condição, a posologia normalmente não é alterada. No tratamento de infecções causadas por estreptococos beta-hemolíticos, a dose terapêutica de CEFACLOR deve ser administrada no mínimo por 10 dias.


Apresentações - Suspensão oral de 250 mg/5 ml e 375 mg/5 ml: Embalagens contendo frascos de 80 ml, acompanhado de dosadores.


Venda Sob Prescrição Médica.


Registro no M.S. 1.0181.0464.


MEDLEY S/A Indústria Farmacêutica


Registro do medicanmento na Anvisa: 1018104640012

Princípio ativo: CEFACLOR

Nome do Fabricante: MEDLEY COMERCIAL E LOGISTICA LTDA.

Acessar a versão mobile do site.